A astrologia tibetana está intimamente ligada á filosofia budista, formando um sistema único do Tibete que é diferente da astrologia ocidental. Informa-nos, entre outros aspectos, acerca de vidas passadas e futuras, karma e reencarnação, Budas Protetores e mantras de meditação. Tem as suas origens nas astrologias Hindu e Chinesa, tendo-se posteriormente fundido com a filosofia budista enriquecendo-se ainda mais, revelando-se uma das ciências mais consagradas no budismo tibetano.

O benefício e efeito desta ciência no ser humano são imensos. Cobre, por meio de cálculos, o dia-a-dia da pessoa, atividades e projetos de longa vida, por isso esta prática converteu-se num ponto central da vida do povo do Tibete.

A astrologia tibetana provém de duas correntes:

- A astrologia das estrelas (star – stsie), conhecida como um dos primeiros ensinamentos de Buda quando transmitiu o tantra (Kalachakra) em Mavarati no sul da Índia, e simultaneamente quando ensinou o sutra de Prajnaparamita. Esta prática espalhou-se através da Índia e posteriormente chegou ao Tibete no séc. XI.

- A astrologia (HBYUNG - RTSIE) foi ensinada primeiramente por Manjushri nas montanhas da China e posteriormente trazida para o Tibete por grandes mestres.

Existem mais de 80 diferentes predições ou cálculos astrológicos no que se denomina astrologia básica. De entre os cálculos astrológicos, os mais importantes são os relativos aos renascimentos kármicos, os quais revelam reencarnação passadas e qual poderá ser a reencarnação futura. Mostram também as oportunidades que teremos de acumular méritos nesta vida, assim como o retrato da nossa situação material e em termos de saúde e felicidade. Preveem igualmente os possíveis obstáculos, e o que necessitamos cortar karmicamente para não cair em infortúnios e bloqueios, dentro de certos períodos da nossa vida atual. Para as pessoas que sofrem de alguma doença, pode ser revelada qual a causa da mesma, se é uma situação perigosa, e a maneira de ultrapassá-la. Também nos ajuda a saber o que existe em nós para purificar e trabalhar de modo a não cair em renascimentos inferiores. Poderão ser revelados pormenores sobre o matrimónio: se é benéfico, quando se realiza e em que data se levará a cabo, etc.

Em geral. A astrologia tibetana cobre um vasto campo de predições e é um guia para a nossa vida material e espiritual, assim como uma maneira de melhorar nesta vida e adquirir méritos para uma melhor reencarnação.

Portanto, a astrologia tibetana permanece como uma das manifestações mais importantes da cultura e vida tibetanas com mais de mil anos desde as suas origens e que permanecerá para sempre.

 

Como é uma consulta

A consulta começa com o estudo das condições de nascimento da pessoa, estudam-se o animal e o elemento de nascimento, o parja ou trigrama, os símbolos de protecção e as cores que favorecem certas atividades.

Cinco aspectos da pessoa são estudados : sorte, saúde, longevidade, poder e situação material e se dão conselhos sobre acções virtuosas para os equilibrar. As consultas de astrologia realizam-se em geral para a nossa vida, e para o ano em curso de forma mais detalhada. Observam-se os possíveis obstáculos e as acções necessárias para cortar os laços kármicos, pode conhecer-se a causa de uma doença, a sua gravidade e o modo como a combater, e podem-se investigar aspectos específicos de interesse para a pessoa (trabalho, relacionamentos , saúde, etc.).

Também se apresenta a Divindade ou o Buda mais sintonizado com o consultante para a sua prática espiritual e o mantra de meditação correspondente. O Mestre indica acerca de uma próxima vida e como acumular méritos para uma futura e boa bom reenarnação. Os seis mundos de Samsara, de acordo com o budismo tibetano são: o inferno, o mundo dos pretas ou fantasmas famintos , o mundo dos animais, dos asuras ou titãs , os homens e os devas ou deuses . O ciclo de renascimentos ocorre nestes seis mundos. A ideal de iluminação budista implica a saída da roda de Samsara e, consequentemente, do ciclo de renascimentos e mortes, atingindo níveis búdico . No budismo tibetano incorpora uma nova via, a do Bodhisattva, que por compaixão volta a encarnar para ajudar os outros no caminho da iluminação ou de Budeidade.

(São necessários os dados de nascimento (local, dia e hora) do consultante e local e data do nascimento da mãe e do pai. É necessário que estes dados sejam facultados com um mínimo de 3 dias de antecedência durante a Tour Mundial pela Paz Interior se realizadas com os monges tibetanos e com 10 dias de antecedência se realizadas com a Drª. Dolma. É igualmente necessário pagar metade do valor no acto da marcação. Trazer um gravador.)

 

Sangay dolma 

Drª. Sangye Dolma

Nasceu no Tibete e foi monja budista em Katmandu. Descobriu a sua vocação a trabalhar como voluntária com doentes do campo de refugiados tibetano. Depois de pesquisar várias abordagens médicas, escolheu Medicina Tibetana para ter uma visão mais holística: física, psicológica e farmacológica. 
Estudou durante 9 anos e graduou-se como Acharya (médica) em Medicina Tibetana com medalha de ouro na Faculdade de Medicina de Varanasi. Mais tarde, esteve como médica voluntária num hospital em Katmandu. 
Actualmente vive e dá consultas em Espanha.

 

Contacto

                                                                                                                                                                                                          logoip001pq

info@inkarri.pt
+ 351 91 05 07 011